Transformação Digital: tudo que você precisa saber

A transformação digital vai elevar a sua empresa para outro patamar. Saiba como obter melhores resultados e desempenhos aprimorados.

A transformação digital é um processo estratégico utilizado por empresas para alavancarem os negócios por meio de artifícios da tecnologia para aprimorar todas as áreas.

Transformação Digital: tudo que você precisa saber

A transformação digital vai elevar a sua empresa para outro patamar. Saiba como obter melhores resultados e desempenhos aprimorados.

A transformação digital é um processo estratégico utilizado por empresas para alavancarem os negócios por meio de artifícios da tecnologia para aprimorar todas as áreas.

Pode não parecer, mas a transformação digital ainda está engatinhando em boa parte das empresas brasileiras. Segundo um levantamento feito pela PWC, apenas 9% das empresas do país se consideram preparadas para essa transformação.

O objetivo da transformação digital é melhorar a qualidade dos serviços, garantindo resultados aprimorados. Essa transformação, embora tenha o objetivo de aprimorar os resultados com o auxílio da tecnologia, tem como foco principal no sucesso do cliente.

Para descobrir como alcançar esse sucesso do cliente e compreender um pouco mais sobre a transformação digital, confira:

É impossível adiar a transformação digital

Quando se fala em transformação digital, a percepção é sobre um projeto robusto, visionário e até futurista, que pode ser feita “quando der”.  Mas a transformação digital não está chegando, ela já chegou e faz parte essencial do nosso dia a dia. Assim, imagine o que seria de um banco atualmente sem a presença dos caixas eletrônicos? Seriam filas gigantes para realizar operações consideradas simples.

A transformação digital já está acontecendo

Os clientes estão preparados para a Era do Digital. As empresas, no entanto, ainda não se adaptaram para a transformação digital.

Diferença entre digitalização e transformação digital

Para quem está em busca de dar os primeiros passos no universo da transformação digital, é bem provável esbarrar com o conceito de digitalização, e acreditar que se trata do mesmo objetivo: trazer a Era do Digital para o seu negócio, no entanto, não é bem assim. Comecemos por partes:

Digitalização

Embora esse conteúdo tenha o objetivo de falar da transformação digital, é importante ressaltar que a digitalização é sim importante. Isso porque ela tem o objetivo de levar o mundo físico para o digital, como por exemplo a transformação de documentos físicos, como notas fiscais, para as suas versões digitais.

Ao digitalizar as suas notas fiscais, por meio de software de gestão de finanças, por exemplo, é possível emiti-la automaticamente após a venda do produto ser efetuada.

Além da praticidade que a digitação traz para o seu negócio, ela conta com outros benefícios, como:

Segurança de dados:

Ao salvar os seus arquivos na nuvem, por exemplo, você deixará os documentos salvos de problemas físicos, como danos físicos, sujeiras ou até perder determinado arquivo. Ao digitalizá-lo, você não só o deixará em segurança, como também deixará acessível para várias pessoas e por diversos dispositivos, como celular, tablets e computadores.

Preservação

ao digitalizar os seus arquivos, você prolongará a vida útil dos seus documentos, pois sabemos que o papel, com o passar do tempo pode sofrer vários danos ou até ser perdido.

Agilidade

Chega de demora para localizar um documento que está guardado em uma das diversas gavetas e armários do seu escritório.

Maior espaço físico

Empresas que optaram por não participarem da transformação digital, por anos devem sofrer com as longas gavetas que guardam infinitos arquivos, documentos e outros papéis importantes, e que acabam sendo esquecidos ou perdidos. Ao digitalizar o seu empreendimento, você abrirá mão fisicamente das longas gavetas, para salvar tudo na nuvem ou no seu computador, abrindo espaço físico no seu negócio.

Melhorar a produtividade

Um dos maiores benefícios da digitalização é a facilidade em localizar os arquivos salvos e consequentemente diminuir o tempo gasto para efetuar uma simples ação. Qualidades como essa, ajudam a aprimorar a produtividade dos seus colaboradores, que podem gastar seus tempos se empenhando no sucesso do cliente.

Transformação digital

Como explicado anteriormente, a transformação digital está empenhada em entregar ao cliente o melhor serviço possível, indo desde um produto ou serviço de qualidade, até o atendimento feito no pré-compra e no pós-compra.

A implementação dessa estratégia é composta por três pilares, são eles:

  1. O sucesso do cliente: para garantir que o seu negócio tenha sucesso, o cliente precisa se sentir satisfeito com o serviço prestado e o produto adquirido, para isso, a transformação digital tem foco em estratégias como entender o seu público, um relacionamento digital eficiente e de qualidade, etapas de vendas simples e um atendimento ao cliente extremamente eficaz e com custo competitivo.
  2. Processos operacionais: na expectativa de criar um produto de qualidade e um atendimento focado no sucesso do cliente, é importante que os processos operacionais estejam sendo produzidos da melhor forma possível, como: uma comunicação interna funcional, setores interligados e tomadas de decisões claras para todos os envolvidos.
  3. Modelo de negócios: de acordo com a evolução da empresa em relação à transformação digital, muitas mudanças acontecerão lá dentro, dentre elas o modelo de negócios. Isso porque haverá uma diversificação dos produtos e nos modelos de venda, como a criação de e-commerces para expandir as fronteiras e gestão de serviços na nuvem.

Pilares da transformação digital

Embora mencionado que a transformação digital ainda não esteja totalmente evoluída aqui no Brasil, o fato é que ela caminha para que todos os setores e empresas tenham algum nível de dependência digital em algum nível.

Pode até parecer um pouco agressivo pensar assim, mas já parou para pensar como a era digital nos influencia? Estamos ao lado da tecnologia desde o momento em que acordamos, ao desligar o despertador do celular, até a última mensagem enviada, antes de ir dormir.

E assim também funciona com as empresas. Se antes era apenas um software para ajudar a controlar o caixa, hoje existem programas que ajudam no controle de estoque, segurança financeira e uma gestão financeira completa para a saúde do seu negócio.

Antes de avançarmos um pouco mais no conteúdo a respeito da transformação digital, é importante compreender que existem fases de amadurecimento de uma empresa para uma implementação completa do digital.

Chamaremos aqui de quadrantes essas etapas, e eles podem ser divididos em quatro fases: baixa integração e tecnologias imaturas, baixa integração e tecnologias em maturação, alta integração e tecnologia imatura e alta integração e tecnologia madura.

Comunicações Unificadas (Unified Communications) como ferramenta de gestão de negócios & gestão de redução de custos.

O ambiente corporativo vem sofrendo mudanças em seus processos, em grande parte por meio da aplicação das mais diversas tecnologias em comunicação para o aumento da competitividade e resultados. A esse conceito dá-se o nome de Comunicações Unificadas.

O que são comunicações unificadas?

O termo vem do inglês, Unified Communications, e significa uma inovação tecnológica, fator base na implantação da transformação digital da empresa em que há o uso de uma única plataforma na união e gerenciamento de todos os equipamentos tecnológicos relacionados ao sistema de gerenciamento de comunicação de uma organização, permitindo que sejam acessados tanto presencial quanto remotamente.

Seus principais objetivos são otimizar a gestão, de maneira com que as tarefas sejam simplificadas, a performance seja elevada e distâncias entre metas e resultados sejam reduzidas. Isso, certamente, se reflete na produtividade e em uma maior lucratividade.

Gestão de serviços na nuvem: o que muda com o Cloud Computing?

Muitas empresas vêm adotando cloud computing para suportar o seu negócio. Apesar do contexto tecnológico ser promissor, a Gartner afirma que o uso de cloud nas empresas ainda é incipiente e pouco explorado por falta de conhecimento das potencialidades que um sistema de nuvem pode oferecer a empresa.

Nuvem e data center vão impulsionar inovação no Brasil, aponta a Gartner

Empresas brasileiras vão acompanhar ritmo global e investir mais em nuvem e data center para garantir a inovação e transformação digital dos negócios.

transformação digital já é pauta das organizações no Brasil e o mercado global de TI deve crescer 3,7% em 2020 e o Brasil vai acompanhar esta tendência de inovação. No próximo ano, o País terá um gasto total de US$ 64 bilhões (R$ 255 bilhões). Os dados foram divulgados no Gartner IT Symposium/Xpo 2019, que aconteceu na última semana de novembro de 2019.

Aqui no Brasil, o data center vai ser o responsável por impulsionar o crescimento nos gastos em TI. Afinal, “a disponibilidade e a amplitude das opções de Nuvem ainda não estão totalmente presentes”, afirmou John-David Lovelock, vice-presidente de pesquisas da consultoria Gartner.

O papel do SD-WAN na transformação digital das empresas

Entenda na prática como a tecnologia suporta esse avanço, com a gestão de redes e aumento da produtividade e da performance do negócio

A tecnologia SD-WAN é uma aliada das empresas, trazendo soluções que têm impacto no dia a dia e com resultados positivos para os negócios e um dos principais pilares na transformação digital global.. Nesse contexto, o SD-WAN, abreviação de Software Defined Wide Area Network (traduzindo, Rede de Área Ampla Definida por Software), é a base para que o movimento da transformação digital aconteça com melhor qualidade. Tudo está relacionado à conectividade e focado na simplificação da gestão de rede. 

Vamos falar sobre Internet das Coisas e Inteligência Artificial

Embora tenham sido mencionadas diversas vezes ao longo dos anos, seja na área científica ou até em filmes, a Internet das Coisas e a IA (Inteligência artificial) fazem parte direto do que consideramos como parte fundamental da transformação digital.

No entanto, antes de explicar como cada uma das duas pode potencializar o uso da outra, precisamos explicar separadamente o que é cada uma.

Internet das Coisas

Também conhecida como IoT (devido à abreviação de de Internet of Things), a internet das coisas, como o próprio nome diz, se trata da conexão de diversos objetos à internet. Para que fique fácil a compreensão, bastamos simplificar esse termo ao conceito chamado de casa inteligente, você já ouviu falar?

O conceito, embora seja novo aqui no Brasil, já não é novidade lá fora. As grandes empresas, como o Google e a Amazon, oferecem serviços para automatizar algumas tarefas da casa.

Internet das coisas: a conectividade de tudo e de todos

Imagine se, assim que você acordasse, sua cafeteira automaticamente começasse a preparar o café? E se, enquanto isso, seu assistente pessoal informasse seus compromissos do dia, o tempo e o estado do trânsito da cidade? Em poucos minutos, você já teria seu café da manhã, seus compromissos e metas do dia, o que vestir e qual percurso fazer até o trabalho. Incrível, né? Então bem-vindo à Internet das Coisas.

A IoT já é uma realidade, pois já existem mais de 15 bilhões de coisas ou objetos conectados no planeta. Segundo a consultoria Gartner, em 2021, esse total mundial deverá alcançar algo como 26 bilhões de dispositivos conectados. Por volta de 2025, esse universo pode superar a marca de 100 bilhões de objetos. Estima-se que cada ser humano esteja cercado por 1.000 a 5.000 objetos,em média, potencialmente conectáveis à IoT. As grandes alavancas tecnológicas que viabilizam essa nova internet são a eletrônica, a conectividade proporcionada pela web, além de outros dispositivos de hardware, como sensores, que interagem com outros sensores, e podem ser monitorados e controlados remotamente.

Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial (comumente chamada de IA) busca criar um sistema computadorizado capaz de simular o raciocínio e outras capacidades humanas, como aprender e comunicar, e a partir daí, tomar decisões.

Para alcançar esse objetivo, os profissionais da área da ciência da computação, criam complexas programações que armazenam e cruzam milhares de dados, que vão servir para auxiliar as pessoas em diversas tarefas, como o atendimento digital em chatbots, por exemplo.

Como a IA se conecta a IoT?

Por ambas serem fáceis de serem implementadas, a Internet das Coisas e a Inteligência Artificial podem ser programadas para se complementarem.

Um software de IA, por exemplo, pode ser otimizado por meio de dados analisados pela internet das coisas.

Essa estratégia é muito usada na área de análise preditiva, que é aquela que busca evitar problemas futuros com base naquilo que já aconteceu. Nessa estratégia, uma IA pode tomar uma decisão sempre que o IoT indicar um sensor que sinaliza algum momento crítico.

A IA (Inteligencia artificial) não é uma tecnologia nova, mas desde o seu surgimento, ela tem crescido no mercado e atuando na economia.

Embora a noção de “máquinas inteligente” tenha surgido em 1956, nunca se falou tanto de IA quanto atualmente.

Isso porque a Inteligência Artificial está atuando em diversos campos da tecnologia e consequentemente da economia, como atendimento digital, jogos, criação casas inteligentes, análise de dados e diversos pontos mais.

Computadores que falam com humanos, lojas onde você compra sem ter que ir ao caixa e carros que dispensam o motorista são imagens futurísticas que parecem cada vez mais próximas. Tudo graças a uma área da informática voltada para a criação de programas e máquinas que possam exibir comportamentos considerados inteligentes.

Novos conceitos que a Transformação Digital traz para seu mercado

A transformação digital trouxe com ela diversas mudanças profundas na nossa sociedade. Como o exemplo do banco, citado anteriormente, estamos acostumados a entrar na fila do caixa eletrônico (quando ela existe), e resolver os nossos objetivos nos próximos minutos.

Ou seja, essa transformação digital impactou não só as empresas, mas também o estilo de vida das pessoas, trazendo novos conceitos com ela.

Confira a seguir, alguns desses novos conceitos, que trazem não só palavras novas para o nosso dia a dia, mas verdadeiros objetivos para otimizar os serviços.

Conceito de Global

Não, você não leu errado e nem escrevemos errado, a palavra global parece muito com global e não é só na escrita e na fala, mas também no conceito.

O Conceito de Global é proveniente do lema “think global, act local”. Ou seja, uma empresa que pensa globalmente está ligada em tudo que acontece em uma escala global, quanto também regional.

Esse conceito é voltado principalmente para empresas que contam com mais de uma sede. Dessa forma, as estratégias de venda precisam abraçar as mudanças de cada região.

As estratégias aplicadas pelas empresas que trabalham com o termo global podem ser:

Comunidade global

O objetivo da estratégia “comunidade global” é criar experiências que satisfaçam os clientes com alternativas econômicas, enquanto procuram por conexões nas redes sociais.

Ou seja, são comunidades virtuais que não se limitam por questões geográficas, mas sim por interesses e valores em comum.

Para as empresas que estão atentas a essa tendencia é possível contar com excelentes insights para o seu negócio.

Produtos que inspiram sentimentos

Vivemos em uma época em que as pessoas estão em busca do equilíbrio mental e físico. “É importante fazermos o que gostamos, mas não podemos focar só nisso” ou “Fazer exercícios físicos é importante, mas é fundamental também trabalhar a parte emocional”.

Essa busca pelo equilíbrio das pessoas tem sido a porta de entradas de muitas estratégias das empresas, que estão investindo em produtos e serviços com valores agregados que estejam alinhados com o que a comunidade glocal acredita.

Conceito de Desintermediação

Quando você vai ao supermercado e efetua a compra de um produto, você o tem por meio de um intermediário, não é mesmo? Afinal, você não comprou direto da marca.

Uma das estratégias da desintermediação é a aproximação do cliente sem o uso de intermediários, pois esse tipo de serviço fortalece a credibilidade e inspira confiança.

Um exemplo dessa estratégia pode ser a famosa Netflix. Ofertando um serviço de streaming, a empresa lida diretamente com você caso precise de ajuda ou tenha algum problema, diminuindo o número de processos e burocracias.

Vale ressaltar ainda que o conceito de desintermediação não está restrito a aplicativos ou streamings, mas se trata de um movimento que vem desafiando as empresas.

Conceito de Customer Experience

O conceito de customer experience (ou experiencia do cliente) abraça toda a relação das pessoas com a sua marca, seja online ou offline. O objetivo desse conceito é estar sempre trabalhando e melhorando a imagem que os seus clientes e possíveis clientes têm da sua empresa.

Mais detalhadamente, podemos explicar que o customer experience estuda e trabalha na jornada do cliente até ele chegar no momento de compra. Após a conclusão do primeiro momento, ainda busca construir uma relação saudável entre a marca e o cliente, no pós-venda.

Desafios da transformação digital dos negócios

Agora que você compreendeu o que é a transformação digital, seus conceitos e até os seus quadrantes, podemos finalmente falar da prática.

A virada de mesa aqui é perceber que a transformação digital não é apenas atuar na digitalização da sua empresa, é implementar uma cultura digital e procurar estar sempre aprimorando ela.

Para ter essa virada de mindset, separamos aqui alguns dos maiores desafios que todo empreendedor tem na hora de implementar a transformação digital em sua empresa. Confira:

Aprender rápido com os erros

Quando algo dá errado na sua empresa, não é preciso decretar que aquilo será o fim do mundo. Embora sim, você vai ter problemas naquele momento, é a forma como você lidar com os erros que pode ser um grande diferencial do mercado.

O conceito de Produto Mínimo Viável (MVP) tem dominado o mercado de lançamentos. Nessa estratégia, a lógica é fazer testes, construir experimentos rápidos e aprender com os feedbacks do consumidor.

O grande diferencial aqui é associar a velocidade da produção com o aprendizado, para que um produto que seja de fácil aplicação possa ser extremamente útil. Algumas metodologias, como o growth hacking podem te ajudar a implementar essa estratégia.

Quebra de paradigmas

Para muitos gestores, para aplicar a transformação digital em seus respectivos negócios, uma das maiores dificuldades está na quebra de paradigmas, principalmente daqueles que está enraizado nas empresas.

Como citado anteriormente, embora a transformação digital busque levar inovações e metodologias que vão otimizar os seus negócios, o foco dela sempre será o sucesso do cliente.

Para que a transformação aconteça, é importante que os colaboradores e líderes tenham uma visão mais colaborativa e dinâmica das equipes, buscando a constante evolução de processos, produtos e dos colaboradores.

Resultados mensuráveis

Um dos grandes benefícios envolvidos na aplicação da transformação digital nos negócios é a possibilidade de mensurar os resultados. No entanto, é comum que muitos líderes não usem essa qualidade.

Para compreender se as suas estratégias estão dando certo, crie indicadores de desempenho, os chamados KPI’s.

Essas ferramentas de gestão podem ser implementadas em todas as áreas da sua empresa, desde o marketing até o setor de vendas, o que vai te ajudar a ler os resultados das suas estratégias e aprimorar aquela estratégia que está melhor funcionando para o seu negócio.

Como iniciar a transformação digital em seu negócio

A ideia de poder otimizar os resultados da sua empresa, abraçar novas possibilidades e implementar novas tecnologias em uma transformação digital do seu negócio pode parecer assustador para uns e bastante empolgante para outros.

Mas toda e qualquer transformação pode gerar isso, não é exclusividade do mundo digital. Para facilitar esse processo, é importante ter algumas noções de como iniciar essa transformação digital em seu negócio.

Se você está interessado nessa aplicação, chegou a hora de aprender como iniciar essa transformação digital no seu negócio em quatro passos.

1- Comunicações Unificadas

Ao adotar a transformação digital para o seu negócio, um leque de opções deverá surgir para o seu empreendimento. Seja a possibilidade de expansão, criar um e-commerce, atender mais pessoas ou qualquer outra possibilidade.

É importante que antes da transformação ser concluída, você, com a ajuda de profissionais e outras lideranças, possam visualizar o que o futuro digital pode otimizar. No o intuito de tirar esse proveito e criar um planejamento para isso.

2- A migração para nuvem pode ser a chave para otimizar a performance das empresas nessa era digital

Transportar suas aplicações de TI para um ambiente cloud é uma realidade para grande parte das empresas ao redor do mundo, incluindo as brasileiras, que já percebem as diversas vantagens, inclusive financeiras.

Um estudo do Gartner mostrou que o mercado global de nuvem pública, puxado pelos serviços de infraestrutura como serviço (IaaS, na sigla em inglês), deve crescer 17% neste ano, movimentado US$ 206 bilhões. Mas, quem ainda não aderiu talvez não saiba que é possível reduzir custos operacionais, com ganhos de performance consistente e capacidade de realocar recursos de acordo com suas necessidades.

Os serviços em cloud são amplos e abrangem várias categorias como IaaS (Infrastrutura como Serviço), SaaS (Software como Serviço) e PaaS (Plataforma como Serviço). Dentro das estratégias de redução de custos operacionais das organizações com a migração para a nuvem, estão os 5R´s do Gartner, que, em casos concretos de implementação, geraram reduções de gastos de até 42%.

A transformação digital é um processo de evolução contínuo e não para. Ao buscar essa revolução em seu negócio, garanta que sempre haverá treinamentos para os colaboradores para que eles possam estar sempre se especializando e abertos a novas estratégias.

Além disso, é importante ficar atento em tendências e o que as grandes empresas estão fazendo.

3- Saiba como o gerenciamento de TI na nuvem impacta na produtividade do seu time e nos gastos do seu negócio.

A nuvem otimiza sua infraestrutura de TI. Empresas que trabalham com ambientes on premise na sua infraestrutura de TI necessitam de equipes robustas para garantir o seu bom funcionamento. Por vezes, esse trabalho não só se torna mais oneroso para a empresa como mais suscetível a falhas, uma vez que o ambiente on premise exige uma série de configurações, monitorias e muitas vezes intervenções menos automatizadas para garantir a sua disponibilidade.

De outro lado, existem empresas que já optam por sua infraestrutura de TI e sua gestão na nuvem justamente com o objetivo de otimizar o tempo e aumentar a produtividade da equipe, bem como reduzir o custo com gastos operacionais e de manutenção.

Isso significa o fim das equipes de TI em ambientes on premise? Não. Significa um gerenciamento de forma diferente, uma evolução com alto uso de IA, automação e muito mais ágil, com foco em resultado e alinhado à cultura e aos objetivos das empresas, deixando a maior parte da função operacional da TI a cargo da nuvem, enquanto a equipe de TI pode ser cada vez mais estratégica.

4- Inovação com uso da tecnologia da informação

A transformação digital já é pauta das organizações no Brasil. Mas, elas estão realmente preparadas para internalizar e se adaptar as mudanças que vão acontecer? O estudo da EY “Maturidade das empresas na era da transformação” analisou 74 companhias para entender o interesse em incluir a inovação na estratégia, ajustar o modelo de negócios e desenvolver os talentos.

Segundo Marcelo Godinho, sócio de consultoria para gestão de pessoas da EY Brasil, companhias estão atentas ao tema, mas ainda falta conhecimento sobre o tema, espaço na agenda e preparação dos colaboradores e líderes para essa nova era.

Potencial da inovação

De acordo com o levantamento, 75% dos executivos entrevistados reconhecem o potencial disruptivo da inovação, mas apenas 28% afirmou ter um conhecimento alto do seu real impacto nos negócios. Em contrapartida, 79% dos CEOs acreditam que essa mudança deve ser encarada como uma oportunidade, embora só 27% das organizações promova uma cultura favorável à inovação.

Além disso, o estudo destaca que já faz parte do plano de mais de metade das companhias entrevistadas (51%) reduzir o quadro de funcionários nos próximos dois anos, devido à automação e 64% pretende contratar nesse contexto de inovação e transformação digital. Mas, o cenário se mostra contraditório, pois 84% das organizações não têm programas de atração de talentos e habilidades digitais e 45% delas não oferecem treinamento para desenvolver essa capacitação nos colaboradores.

Planejando a sua transformação digital

Antes de qualquer coisa é necessário planejamento. Trace metas, planos e KPI’s que são alcançáveis, mas ao mesmo tempo sejam flexíveis, pois, nesse meio, é importante estar preparado para se adaptar rapidamente.

Lembre-se que um bom planejamento é a chave para alcançar a transformação digital ideal.

Ambiente conectado

É importante que o ambiente de trabalho esteja conectado. Para isso, garanta que os colaboradores da mesma área não estejam usando tecnologias diferentes para se comunicarem, buscando criar uma conexão entre máquinas e funcionários.

Dê oportunidades para técnicas inovadoras, que poderão se tornar a base da iniciativa digital do seu negócio.

Bimodal

Prática muito adotada pelas empresas mais tradicionais, o formato bimodal oferece uma solução menos agressiva. A lógica aqui, é que a transformação digital aconteça por partes na sua empresa.

Dessa forma, mantêm estruturas tradicionais e modernas até que toda a implementação possa acontecer em todos os setores.

Jornada da transformação digital

Quais são os objetivos da sua empresa? Quais são os resultados esperados? Assim, para definir a sua jornada digital, é importante focar em seis pilares:

  • metas e objetivos
  • público-alvo
  • palavra-chave
  • conhecer os concorrentes
  • relacionamento com leads
  • funil de vendas

Estratégias para garantir a segurança de dados na transformação digital

Telefonia em nuvem, Celulares, conexões de internet e computadores deixaram de ser apenas acessórios há muito tempo. Essas tecnologias contam com uma série de informações pessoais e profissionais nossas, principalmente se estivermos falando dos computadores e servidores da sua empresa.

Por esses motivos, é importante estarmos ligados nos perigos que a transformação digital também trouxe junto com ela. Isso porque os ataques cibernéticos estão cada dia mais comuns, infelizmente.

Para ajudar você e o seu negócio a se protegerem e garantirem a segurança de dados, confira algumas dicas:

Segurança como um todo

Muitos líderes acabam subestimando o risco que a transformação digital traz. Não vá por esse caminho.

A escolha de um antivírus, um servidor seguro e outros pontos além, precisam ser parte da estratégia da empresa. Lembre-se que um ataque cibernético pode custar informações e dados sigilosos da sua empresa, o que pode resultar até no fim dos seus negócios.

Quantidade não é qualidade

Muitas pessoas acreditam que uma grande quantidade de sistemas de segurança irá melhorar as defesas contra invasores. Realmente pode até dificultar no momento do ataque cibernético, no entanto, quantidade não é qualidade.

Assim, muitos sistemas de segurança podem atrapalhar no gerenciamento do serviço. Um bom sistema de segurança foca principalmente nos pontos vulneráveis.

Esteja sempre preparado

Ninguém quer ser alvo de ataques cibernéticos, certo? Por isso, esteja sempre atento aos possíveis cenários de mudança.

Para não ser pego de surpresa: como seria se o servidor fosse invadido e todas as informações apagadas. Existe um plano B? E se o computador de alguém for roubado? Existe um sobressalente?

A transformação digital está aí

A era da transformação digital está aí para melhorar os resultados da sua empresa. Não se esqueça que nessa estratégia, o sucesso do cliente precisa estar sempre em primeiro lugar.

Por isso, ofereça um bom atendimento, opções de comunicação, segurança e claro, os seus serviços e produtos sempre com a melhor qualidade possível.

Dessa forma, não se esqueça de criar um bom planejamento digital para a implementação de um ambiente conectado. Fique ligado nas possibilidades do mercado, nas novas áreas e como quebrar os desafios impostos pela transformação digital.

Confira também:

Como o Pabx em nuvem reduz custos na prática?

Simplifique a comunicação da sua empresa com o PABX em nuvem

Conheça os principais benefícios da telefonia na nuvem

Por que a Comunicação Unificada é um diferencial competitivo?

Oferecemos soluções gerenciadas de UCaaS que agilizam as comunicações e aumentam a eficiência.

Para auxiliar as empresas a implementar a Comunicações Unificadas em seus processos, a MTR-IT systems, por meio da Unidade de Negócio Unified Communication, oferece aos clientes as mais diversas soluções de comunicação de voz, dados e imagens.

Então, o que achou do artigo? Você pode conferir outras dicas relevantes assinando nosso newsletter, sabia? Assim, receberá os conteúdos diretamente no seu e-mail. Aproveite!

MTR-IT Systems trabalha com as mais recentes tecnologias e que agregam eficiência e custos competitivos com soluções em PABX VirtualVideoconferênciaTelefonia Voip, Link Dedicado, Cloud ComputingInfraestrutura de TI

Nossos especialistas estão preparados para te atender!

Compartilhar